sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Ikonoklasta - Eu fui ao lançamento do livro “Sou Eu Mais Livre, Então”

Cheguei atrasada 1 hora porque não havia estacionamento em Santos em lado nenhum. Perdi o discurso do Pacheco Pereira e parte do discurso do Ikonoklasta. A sala estava cheia, quase metade estava de pé.

Consegui ouvir a intervenção do MCK, o futuro “Ministro da Cultura” depois do “golpe de Estado”; do Daniel Oliveira, em que considerava que Portugal era “receptor” do dinheiro angolano por causa da crise; e da mulher do Luaty, Mónica, que disse “tive medo” porque nunca tinha passado por isto.

Mais uma conversa do que um lançamento de um livro, discutiram acerca de direitos humanos, da pequena corrupção e do futuro. Para Luaty, mesmo que mudem os políticos, tudo continuará na mesma. Temos de encorajar a sociedade civil a fazer mais lutando pelos direitos humanos.

Não vi cara de rappers… where you at? Será que o Ikonoklasta deixa de ser rapper e passa a ser apenas “preso politico”? Ou eu sou meio pitosga? 

Ainda não li o livro mas vai ser interessante, ainda por cima ele escreveu letras e rimas, por isso, não vai deixar de fazer o rap. Se tiveram oportunidade para ler, podem clickar aqui.



Podem ver a apresentação do livro:


Sem comentários:

Enviar um comentário